quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Por Hora

Eu vou é continuar ditando minha própria cartilha, fazendo coisas tidas como anormais e vivendo da maneira que os outros costumam julgar como fora do padrão 

- Cazuza


.
.
.
Não tenho medo de sofrer
Eu não me importo em chorar
Tudo que eu quero é viver
Um sonho lindo
(...)
Tem medo não
De novamente se entregar
Se caiu levanta desse chão
Viver é se arriscar

Leo Maia

Um comentário:

R;* disse...

O medo é o grande vilão da nossa vida, precisamos joga-lo fora todo dia para temos a oportunidade de ser feliz!
Viver como se quer, é sempre a melhor opção!
Beeijo ;*