domingo, 31 de outubro de 2010

"No centro de um planalto vazio como se fosse em qualquer lugar como se a vida fosse um perigo como se houvesse faca no ar..."


Não é que eu queira apressar as coisas, mas anda tudo tão parado e eu só queria movimentar um pouco. A verdade é que eu tenho urgências. Porque ando perdendo fases da minha vida por exesso de paciência. Basta, quero a vida aqui e agora. E é definitivo, quero ir atrás dos abraços que tanto preciso, dos sentimentos que nunca me permiti. Quero a musica, os filmes, o romance mais tosco. Quero fazer uma tatuagem, quero viajar por aí sem rumo, quero os meus sonhos de volta. Quero a esperança que joguei pela janela.

Como se fosse urgente e preciso
como é preciso desabafar
(...)
Como castelos nascem dos sonhos
pra no real achar seu luagar

Oswaldo Montenegro

Um comentário:

R;* disse...

Dei esse basta na minha vida algum tempo atrás e confesso que foi uma das melhores decisões da minha vida! Paciência em excesso pode ser maléfico a felicidade!
Corra ainda há tempo, afinal a vida é aqui e agora!
beeijo ;*