terça-feira, 9 de novembro de 2010



"De todos as cores, vermelho. De todas as flores, gérbera. Reza toda noite antes de dormir. E nunca esquece de agradecer pelas bonitezas do dia. Agradece também pelo que é feio, mas engrandece. Acredita que o sofrimento enobrece, mas nem sempre, porque prefere o caminho mais fácil. Põe o pé direito pra fora da cama primeiro (nem sempre). Herdou algumas supertições, além do riso fácil e do olhar ágil. Está sempre apressada e atrasada. Fala mais com as mãos, que com a boca. Pensa mais rápido que fala e quase não fala o que pensa. Aprendeu a ser comedida. Tropeçou muitas vezes no caminho. Já se apaixonou pra sempre. Já morreu de amor. Não acredita mais em príncipe encantado, mas torce pra que lhe provem o contrário todo-santo-dia."


5 comentários:

Apenas Tici... disse...

Nossa.... Amei. A ultima frase foi simplesmente perfeita, daquelas q vc fala 'essa frase é minha'...rs

Parabens pelo texto!

Beijos

Jéssica Damasceno disse...

Eu também amei o texto, principalmente a ultima frase, me identifiquei muito. Eu procurei a autoria para colocar embaixo mas infelismente não encontrei. Por isso coloquei apenas entre aspas, costumo fazer isso para diferenciar textos de outros autores com os meus.

Abraço

^^

Winny Trindade disse...

Cada pedacinho desse texto parece comigo.
Já morri de amor. Estou esperando ser ressuscitada.

Abraço meu, amiguinha.

R;* disse...

Nessa indecisão que vivo, e na contradição que sou, também torço todo santo dia que me provem o contrário! Quero o meu príncipe encantado, aquele que me é de direito, seja ele como for...
Beeijo ;*

Lua disse...

Adorei seu cantinho.

brigada pela visita e vou a te seguir tb!

bjos ;)