domingo, 16 de janeiro de 2011



- Calma, quando você menos esperar, você vai encontrar alguém.
       - Acontece minha cara, que eu estou menos esperando há um tempão!


Solidão, tempo de sobra, doses excessivas de sinceridade: combinação perfeita para que tudo venha à tona e você perceba que a culpa de sua infelicidade pertence a você, apenas a você e a ninguém mais. Bate aquele frio na espinha e nasce um medo gigante de não conseguir sorrir novamente. A possibilidade de ser incapaz é muito doída. Mas uma hora, de um jeito ou de outro, o medo tem que passar, pois na vida nada é permanente, nem a tristeza, nem a felicidade, mas uma hora a felicidade volta e se você cuidar bem dela, ela pode até ficar por muito mais tempo do que se poderia imaginar. 

5 comentários:

Winny Trindade disse...

Ela demora tanto para voltar, né?


Abraço meu, amiguinha.

meus devaneios disse...

EU SEMPRE DIGO:
eu posso ter uma solidão medonha, mas sempre vai haver um vasinho de flores num canto. A gente pode enfeitar a amargura. (Caio F. Abreu)

OI JÉSSICA!
Amei seu cantinho linda!
Muito belo aqui!=D
EStarei sempre por aqui devaneiando tá?
Depois passa lá no meu.

=)

beijos no <3.

Vanessa Souza Moraes disse...

Ah, a relatividade do tempo...

http://vemcaluisa.blogspot.com/

Camila Márcia disse...

Lindo Lindo... Eu tenho essa esperança de que a esperança não me mate de solidão e muito menos de saudade.....



deixei um selinho para vc no meu blog: http://devaneiosfugazes.blogspot.com/2011/01/rejubilo-me-com-o-reconhecimento.html


beijos

Roziane Souza disse...

Adorei o post.

Tem um selinho pra ti, no meu blog.

Espero que goste!

beeijoo!