quinta-feira, 24 de março de 2011

E da vida, a falta de definição

              E quando a gente pensa que já viu de tudo, de repente, é a vida nos surpreendendo outra vez. A rotina não costuma ser grata com ninguém. Mas tem aqueles pequenos detalhes que mudam tudo. Que fazem as coisas serem boas ou pavorosas. E os anos vão se passando e de repente você vai se olhar no espelho e se perguntar para onde fora aquele rosto de criança. Se olhar bem no fundo de você, você vai ver que aquele rostinho acuado ainda está ali, por baixo da casca do que você se transformou. A vida muda, as pessoas mudam. Mudam de jeito e mudam de casa. Mas toda mudança tende a uma evolução e a esta a melhora. E que assim seja. Porque no final, o que vai ficar são os sorrisos e os afetos.



3 comentários:

Poetisa (Helena) disse...

É Jéssica, no final ficam as coisas boas. Mas acredito que também não podemos esquecer as cicatrizes das ruins. Elas nos ensinam.
Estarei seguindo seu blog.
Te convido a visitar/seguir:

http://escrevoparaviver.blogspot.com

Jair Gabardo. disse...

"tem aqueles pequenos detalhes que mudam tudo".

Um ato para mudar um dia
Um instinto para surpreender
Um único momento para se lembrar por toda a vida
Surpresas.

Abração,

Jair Gabardo.

Bárbara Lira disse...

e as coisas boas vividas"

as pessoas mudam e isso é fato. NÃO HÁ como intervir. Mas podemos muito bem nos adaptar, já que nós também mudamos não é?

um beijo