sábado, 9 de abril de 2011

"Entre o riso e a lágrima há apenas o nariz."


            Eu escuto as coisas ao meu redor e escuto o vento batendo nas janelas contra a parede e seguindo a perder de vista. Como seria bom poder me integrar ao vento e viajar milhas e milhas até esbarrar em uma onda na praia. Esquecer dos males que me afligem e finalmente me sentir renovada. Pronta para me atirar na vida de novo. Fazer brotar sorrisos com a mesma facilidade que tantas lagrimas escorreram pela minha face.  E quem sabe um dia reencontrar aquela esperança de novo. Aquela que me mantinha aquecida, e não permitia nunca que meu peito fosse frio ou seco. Que irrigava os sonhos e coloria os dias. Porque um dia, eu também já acreditei em coisas impossíveis. E acreditava que impossível mesmo era desacreditar nos sonhos possíveis. Mas hoje sei que tudo é possível. E que não é só o impossível que é impossível, mas que também tem muito impossível se tornando realidade por aí. É só questão de fazer acontecer.


3 comentários:

Winny Trindade disse...

Fazer acontecer que é o complicado.. até lá já rolaram lágrimas demais.

Abraço meu.

Sula disse...

Muito legal, parabéns. Seu blog é muito sensível.
Estou seguindo. Bjs

Camila Márcia disse...

A esperança de ter sonhos possiveis e impossiveis realizados nunca deve morrer. É a esperança que coordena nossos passos.