domingo, 17 de abril de 2011

"Eu preciso aprender a só ser." ♫


- Apesar de ser sozinha, eu tenho sentimentos vivos dentro de mim.
- Tens tanta gente contigo o tempo todo. Não sabes o que é estar só.
- Sim eu sei o que é ser só. Eu não estou sozinha, eu sou sozinha. Poderia ter mil pessoas aqui comigo, isso não iria alterar o fato de que algumas pessoas nasceram para ser sós e que eu fui uma delas. Uma entre milhões, por tanto isso não me torna nada especial. É apenas mais um fator comum acrescentado a uma vida de monotonias.
- Eu não conhecia este teu lado escuro. Parece que tens que levantar tanta dor para convicto pronunciar tais palavras. E eu sempre te vejo tão contente, então finges teu sorriso?
- Quem nunca fingiu um sorriso meu querido? Nem sempre meu sorriso foi tão sincero quanto minhas lágrimas, pois diferente delas, meu sorriso nem sempre precisa de um motivo para brotar de minha face. As pessoas necessitam muito mais do meu sorriso do que eu de minhas lágrimas. Para elas tenho o tempo do mundo. Mas deixo bem claro que isso não significa que eu tenha uma vida de amarguras.
- Não?
- Mas é claro que não. Eu assim como você e o resto do mundo pude escolher o rumo que dar a minha história. Assim como tinha o amargo com luzes brilhantes em sua volta, também tinha o doce ainda que meio esquivado no canto, ele estava lá esperando que eu lhe desse uma chance. E eu dei.
- Entendo. Pena que o doce nem sempre esteja evidente a ponto que possamos vê-lo.
- Mas quando isso acontecer, tome sorvete. Vai ver como isso te adoça.
(risos)
- Vejo que a solidão também não afetou o seu senso de humor.
-Mas isso nunca. E falo sério, sempre haverá um pote de sorvete para um só no mundo.
(mais risos)

4 comentários:

Winny Trindade disse...

A gente finge bem ( de vez em quando) e ainda bem que existe sorvete!!!

Abraço meu, amiguinha!

Raissa;* disse...

Sorrisos e lágrimas, necessários sendo falsos ou verdadeiros!
Pra passarmos pela vida temos que fingir alguns sorrisos e prender algumas lágrimas!
beeijo ;*
Boa semana Silvinha!

Marília Felix disse...

Jessica ótima semana pra ti!
Obrigada pela visita lá nos meus devaneios. =)

Desculpa pela minha ausencia, meu tempo tá tão corrido...

Vir aqui, sempre me deixa "limpa"

Bjos.

Jair Gabardo. disse...

Não é ser só. É se dar ao luxo de sentir a você mesma como parte integrante e suficiente de si. É amor por si próprio.

Bjos

Jair Gabardo
www.paraquefiquem.blogspot.com