sábado, 2 de julho de 2011


         E tinha daqueles dias em que as coisas pareciam caminhar para algo que finalmente tivesse algum sentido. Um motivo minimo que fosse para querer levantar da cama ao amanhecer. As coisas estavam mudando. E como tudo que é novo e desconhecido, tinha o medo que também se fazia presente. Muitas vezes medo até da própria felicidade. Ou melhor, medo do que seria quando ela fosse embora. E durante esse tempo, também notava-se que algumas coisas nunca mudariam. Por mais que se desejasse.  Por mais que se fizesse necessário ou por mais que se tentasse. Mas agora tinha algo mais, uma espécie de broto de alegria ou coisa do tipo que permitia passar pelos problemas com uma leveza nunca antes vista, que os deixavam pequenos. E sem dor, aceitava o fato de que apesar de não mudar o mundo ou ser visto por um grande ato heroico pelas demais pessoas, conseguiu mudar sua vida. Sua pequena e insignificante vida que acabara de se tornar motivação para a vida de outra pessoa. E  isso era belo. 

6 comentários:

ƸӁƷBeautiful Butterfly WomanƸӁƷ disse...

Ahhhh!!!que texto lindoooo!!!qd.se tem amor por alguém...a vida sempre é belaaaaaaa....!!!ameiiii!!!qd.descobrirmos que estamos amando alguém é divinoooo...nos deixa feliz...hehehehehe!!!bjus doces!!!

Raissa;* disse...

Melhor que fazer a diferença na vida de alguém é fazer a diferença na própria vida!
beeijos silvinha!

Caroline disse...

Adorei o texto !

Winny Trindade disse...

É sempre bom quando brota a alegria.

Abraço meu. amiguinha.

Cris . disse...

e um final lindo ;D

tem selinho pra ti no meu blog. .-.
beijinhooos.

Pastelaria disse...

Olá Jessica

Antes de mais , parabéns pelo Blogue.! Gostei do que vi

Gostaríamos muito que desse uma vista de olhos no projecto DVB, de saber a sua opinião, e qual o interesse em desenvolver o seu trabalho neste novo formato.

\"Transformamos\" os seus trabalhos (já editados em livro, ou não ...), num DVB- Digital Video Book, uma ideia original da Pastelaria Studios Productions

O projecto é recente, é uma inovação, tal como explicamos no nosso blogue:

http://pastelariaestudios.blogspot.com/

É exactamente isso, os seus poemas seriam "transformados" num DVB . Um livro que se vê como um filme ( com menu , extras, biografia, capítulos, etc... )

Não somos uma editora e prestamos essencialmente um serviço criativo.

A minha sugestão seria, enviar-nos os seus \"registos\", e nós faremos um orçamento.

Posso adiantar que, por ser um projecto novo e, embora o trabalho criativo (audio, voz, imagem, construção do DVB, etc) seja bastante, queremos chegar ao maior número de autores de obras escritas, mesmo que essas estejam (ainda...) na gaveta .

Realizamos e produzimos, também , Audio Books

Fico a aguardar uma resposta e, qualquer dúvida… estamos por aqui.

A sua opinião é muito importante para nós, pois só assim conseguiremos crescer e melhorar sempre ! e.... porque não, arriscar ?!

Sem compromisso, escolha um dos seus poemas ou textos … e nós realizamos uma pequena amostra do nosso trabalho, é um presente nosso …para si …. :)

Um grande abraço desde aqui

Teresa Maria Queiroz